advertorial

Portal Saúde

Nova epidemia no Brasil em 2022 preocupa especialistas

131 pessoas já morreram e outras 191 mortes ainda são investigadas. Saiba como impedir que esse perigo entre na sua casa.

Por Fernando Mazer, Portal Saúde

02 de Maio de 2022

Após a vacinação contra a COVID-19 você já pode respirar com alívio, mas infelizmente ainda existe uma outra grande ameaça no ar que está causando estragos à saúde de milhares de brasileiros.

 

Estou falando dele, o Aedes aegypti.

 

De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, os casos de dengue dobraram de janeiro até agora.

 

Esta praga está derrubando todo mundo com força total, causando aquela febre que não diminui por nada, hemorragias, vômitos difíceis de controlar e dores que não deixam ninguém levantar da cama.


O mês de Maio mal começou e já são mais de meio milhão de casos em todo o Brasil, o que está levando os especialistas a alertarem que já estamos vivendo uma nova epidemia.

Além da dengue, o aedes aegypti também transmite chikungunya e zika vírus, e a preocupação com estas doenças também cresce.

 

Foram registrados cerca de 1.480 casos de contaminação por zika, aumento de 31,8% em relação ao mesmo período do ano passado.


O infectologista Alexandre Costa alerta que a contaminação da mãe, em qualquer momento da gestação, pode prejudicar o desenvolvimento do bebê:

“Pode gerar microcefalia, cegueira, calcificação cerebral, retardo mental ou todos eles juntos, e isso também pode ocorrer e ser observado depois do nascimento”.

A chikungunya também se destaca pela sua alta capacidade de gerar dores graves e debilitantes que não vão embora nunca, tornando até as mais simples tarefas em coisas extremamente difíceis.

O drama de quem teve dengue

Aldenira Ferreira, de 31 anos, é leitora do Portal Saúde e contou para nós que andou muito perto da morte após contrair a dengue em Janeiro deste ano.

 

3 meses já se passaram mas ela continua com a saúde debilitada. Além das manchas que continuam a marcar sua perna, as náuseas e vertigens, antes nunca sentidas, são sequelas deixadas pela dengue

Tudo aconteceu enquanto os patrões de Aldenira, que são médicos, estavam viajando… 

 

A secretária do lar teve que ficar sozinha cuidando da casa deles, e em uma das noites percebeu o seu corpo ardendo em febre, com mais de 40º.

 

Preocupada e sem ninguém para pedir ajuda, Aldenira correu para o Hospital Regional do Taubaté.

 

Lá o médico de plantão receitou alguns remédios para gripe e mandou ela para casa. Depois de tomar quatro, Aldenira começou a sentir um gosto estranho de sangue na boca, então retornou ao pronto-socorro.

 

Depois de fazer exames e receber o diagnóstico de dengue, o doutor disse que se ela tivesse continuado com as dosagens dos medicamentos poderia ter morrido, pois os remédios receitados eram contra indicados para pessoas com dengue.

Saiba como se proteger

Nossa equipe conversou com o agente de saúde Sérgio Divino, da cidade de São Paulo, que fez um desabafo, confira:

“Já tem 20 anos que eu trabalho de casa em casa combatendo o mosquito da dengue e nada muda, a gente fala pra não deixar água parada e lixo no quintal, mas em toda visita a gente encontra… É por isso que eu coloquei tela mosquiteira em toda janela lá em casa, eu sei que as pessoas não fazem a parte delas, então não quero depender dos outros pra proteger minha família”.

O Prof. Dr. Carlos Andrade, do Instituto de Biologia da UNICAMP, também é um grande incentivador da utilização de telas mosquiteiras nas janelas de casas e apartamentos. Ele considera que as telas são hoje uma das mais importantes ferramentas de controle de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

Mas por que ter essas telas é tão importante?

Porque o local preferido do Aedes aegypti para atacar as suas vítimas é dentro de casa, e as telas promovem uma barreira que impede que eles entrem, trazendo mais proteção para toda a família.

 

Assim como era necessário usar máscaras quando saía na rua para se proteger do coronavírus, é importante nesse momento ter telas anti mosquitos nas suas janelas para impedir que esse perigo entre na sua casa.

Tela Mosquiteira: Qual é a melhor?

Para trazer a melhor opção em telas mosquiteiras, consultamos a opinião de 10 especialistas no assunto.

 

A eleita como a melhor foi a Tela de Proteção Anti-Dengue, pois é a única que oferece um combo perfeito: preço bom, resistência, durabilidade, praticidade e máxima proteção.

 

Ela permite a entrada de luz e de ventilação natural enquanto mantém os intrusos indesejados do lado de fora, e também filtra a entrada da poeira vinda da rua.

   

Além disso, não sofrem com variações térmicas, ventos fortes ou chuvas, pois são fabricadas em fibra de vidro, material mais resistente disponível no mercado atualmente.

 

Com a instalação simples da Tela Anti Mosquito StopInsetos você economiza tempo, dinheiro e evita dores de cabeça.

Vantagens exclusivas da Tela Anti-Dengue

Onde posso comprar?

Seguindo as recomendações dos especialistas, nós do Portal Saúde adquirimos 10 Telas Anti-Dengue para a nossa sede, diretamente com a loja oficial da marca, que é Loja Interativo. 

As telas são realmente incríveis, testamos e aprovamos! Essa empresa realmente segue um padrão de qualidade exclusivo, estamos muito contentes com o resultado.

Considerando a atual situação de emergência em saúde pública por causa da dengue, entramos em contato com a Interativo em busca de uma parceria em forma de desconto para os leitores do Portal Saúde e conseguimos!

 

Para aproveitar essa promoção exclusiva de 50% de desconto e Frete Grátis, é muito simples: clique na imagem abaixo ou neste LINK ESPECIAL, assim o desconto vai ser aplicado automaticamente.

FRETE GRÁTIS PARA TODO BRASIL

Atenção: Aproveite FRETE GRÁTIS e parcelamento em 12x, clicando no botão abaixo:

Portal Patrimônio

Aviso Legal: É expressamente proibida a cópia ou reprodução de todas as imagens e textos desse site, ficando os infratores sujeitos as penalidades cabíveis. Venda proibida para menores de 18 anos. Os resultados podem variar de pessoa para pessoa. As informações contidas neste site ou nos e-mails enviados foram elaboradas apenas para propósitos educacionais. 

© Copyright 2021 – Todos os direitos reservados

CNPJ: 42.671.253/0001-37
E-mail: [email protected]
Tel: (11) 99705-0343